Preprint B50/2011
Estimação de Volatilidade Realizada em Alta Frequência na Presença de Microestrutura: Uma Abordagem Multiescala
Henrique Fernandes Macedo
Keywords: Volatilidade; Dados em Alta Frequência; Microestrutura.
A recente disponibilidade de dados em alta frequência culminou numa explosão de trabalhos sobre as características de dados em alta frequência. Uma das grandes questões que surgiram destes estudos foi a presença de ruídos originados da própria estrutura das transações que, na literatura, é chamada de microestrutura. O principal objetivo do trabalho é aplicar o método proposto por (Aït-Sahalia,Mykland & Zhang 2010) para estimar a volatilidade realizada em alta frequência e comparar com a metodologia usual para este tipo de abordagem. No entanto, antes de atingirmos esse ponto, desenvolvemos importantes resultados para o comportamento de estimadores em alta frequência. Além disso, introduzimos a microestrutura no modelo dos retornos observado para entendermos como se comporta este ruído e diminuir seus efeitos na estimação da volatilidade. Isto leva ao uso de um estimador de volatilidade realizada em duas escalas. Finalmente, realizamos a aplicação desse estimador para as quatro ações mais líquidas da Bovespa no momento em que os dados foram coletados e o comparamos com o método mais usualmente praticado na literatura. Mostramos também uma aplicação do método na estimação do parâmetro do modelo de um fator para heding, no qual a volatilidade implícita impacta o delta hedging da opção, verificando empiricamente um leverage effect.